Lendas do futebol russo e internacional e jogadores russos que vivem com HIV juntaram forças no dia 17 de abril para disputar a primeira partida de futebol da Copa do Mundo UNAIDS pelo Fim da AIDS e da Discriminação. As estrelas do futebol internacional e nacional chamam atenção para o estigma enfrentado pelas pessoas que vivem com HIV e demonstraram o valor da boa vontade, da solidariedade e dos valores humanos para acabar com o estigma e a discriminação. Leia Mais

Por Tom Rosshirt – Publicado originalmente no Creators Syndicate em 20 de junho de 2012 Leia Mais

Funcionários da Rede Globo visitaram a sede do UNAIDS em Genebra, na Suíça, a caminho de Cannes, na França, para o Emmy Kids 2018. A Globo e o UNAIDS foram nomeados para o Emmy Kids na categoria digital pela websérie Eu Só Quero Amar, que foca no romance entre um jovem vivendo com HIV e sua namorada.  Leia Mais

ALTERAÇÃO NA CHAMADA PÚBLICA: 

O UNAIDS Brasil vem, através do presente comunicado, informar alteração na Chamada Pública do Concurso – SEGUNDA FASE DO #DesafioUNAIDS. Leia Mais

Como parte das celebrações pelo Dia Internacional da Visibilidade Trans (31/3), o UNAIDS concluiu no fim de março (28/3), em São Paulo, o curso de noções básicas de técnicas em audiovisual Luz, Câmera, Zero Discriminação. A formação fez parte de um projeto do UNAIDS financiado pelo M·A·C AIDS Fund—no âmbito da iniciativa Fast-Track Cities (Aceleração da Resposta ao HIV nas Cidades)—e foi realizada com apoio da Coordenação de Políticas para LGBTI da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo. Leia Mais

Na África Subsaariana, três em cada quatro novas infecções entre jovens de 15 a 19 anos são entre meninas, enquanto, globalmente, o HIV é a principal causa de morte entre mulheres de 30 a 49 anos. Sabemos que a igualdade de gênero e o empoderamento feminino são pontos essenciais para acabar com a epidemia de AIDS até 2030, como parte dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). O UNAIDS está comprometido com a integração da igualdade de gênero e dos direitos humanos em suas políticas programáticas e de gestão. Leia Mais

Pesquisas têm mostrado que o estigma e a discriminação estão entre os principais obstáculos para prevenção, tratamento e cuidado em relação ao HIV. A discriminação pode gerar violência e afasta as pessoas de serviços, inclusive os de saúde. Estudos indicam também que o medo de ser discriminado desencoraja pessoas que vivem com o HIV a revelar sua sorologia, além de prejudicar o acesso e a adesão ao tratamento. Leia Mais

Para o Dia Internacional da Visibilidade Trans (31 de março) 2018, o UNAIDS conversou com ativistas trans sobre os desafios que enfrentam e a importância de melhorar a visibilidade das pessoas trans. Leia Mais

Kimi Avalos é uma jovem trans que mora em Buenos Aires, na Argentina. Por causa do estigma e da discriminação, ela não pôde continuar seus estudos e concluir o ensino médio. Ela diz que sofreu bullying e assédio; seus colegas de classe a insultaram e agrediram fisicamente, sob o olhar indiferente de seus professores. “Eu realmente queria aprender, mas tive que abandonar a escola. Agora, graças à Casa Trans, meu sonho de terminar o ensino médio logo se tornará realidade”, disse Avalos. Leia Mais

Antes do Dia Mundial da Tuberculose de 2018, o UNAIDS pede a todos os parceiros que tomem medidas ousadas e inéditas para avançar nos esforços para erradicar a tuberculose (TB) e a AIDS até 2030. Leia Mais