O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) e a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) lançaram hoje (20), em evento na Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul (SES/RS), o curso online Zero Discriminação e HIV/AIDS, disponível na plataforma Lumina, da UFRGS. Voltado especialmente para profissionais da saúde e da proteção social, o curso está disponível de maneira aberta e gratuita e traz um conteúdo participativo e abrangente, baseado em evidências, com o objetivo de ajudar as pessoas que participarem a aprofundar o conhecimento sobre os múltiplos aspectos da epidemia de HIV/AIDS.

Leia Mais

A região da América Latina e Caribe tem desigualdades profundas e generalizadas e inclui países que são mais desiguais do que aqueles de outras regiões com níveis de desenvolvimento semelhantes. Isto afeta o acesso aos serviços de saúde e HIV, particularmente por parte das populações-chave. As barreiras sociais e estruturais são importantes combustíveis das desigualdades.

Leia Mais

A Junta de Coordenação do Programa do UNAIDS (PCB) aprovou, em sessão especial, o orçamento unificado e estrutura de responsabilidades (UBRAF) para 2022-2026 e o orçamento do UNAIDS para 2022 e 2023. O orçamento aprovado é estabelecido em até um limite de US$ 210 milhões por ano.

Leia Mais

No Dia Mundial da AIDS, o UNAIDS destaca a necessidade urgente de acabar com as desigualdades que impulsionam a AIDS e outras pandemias ao redor do mundo.

Leia Mais

O novo relatório divulgado hoje, 21, destaca o impacto da decisão do Reino Unido de cortar seu nível de assistência oficial ao desenvolvimento de 0,7% para 0,5% da renda nacional bruta. O relatório, Jeopardising Progress: Impact of UK Government AIDS Cuts on HIV/AIDS Worldwide (Compromisso sobre o Progresso: Impacto do corte de financiamento do governo britânico à resposta ao HIV/AIDS no mundo, em tradução livre para o português), é o trabalho do All-Party Parliamentary Group on HIV/AIDS, Stop AIDS and Frontline AIDS (Grupo Parlamentar pluripartidário sobre HIV/AIDS, Fim da AIDS e linha de frente AIDS).

Leia Mais

“Minha vida agora está em minhas mãos”, diz Erick González, venezuelano que vive no Equador há quase um ano. Durante muito tempo, ele procurou um lugar onde pudesse se sentir parte da sociedade —e ele encontrou esse lugar no Diálogo Diverso.

Leia Mais

Setembro marca o começo da primavera no hemisfério Sul. Na Casa Florescer, um centro de acolhimento para travestis e mulheres trans, em São Paulo, a estação das flores tem início com um projeto que combina arte fotográfica e autocuidado para ajudar as residentes a conhecer melhor a si mesmas, melhorar a autoestima e incorporarem as diversas possibilidades de prevenção combinada ao HIV em suas vidas. A iniciativa é uma parceria do UNAIDS com a Casa Florescer e o fotógrafo norte-americano Sean Black, especializado no registro fotográfico de população LGBTQIA+, especialmente das pessoas vivendo com HIV/AIDS.

Leia Mais

Um olhar para trás sobre os primeiros dias do ativismo relacionado à AIDS destaca os paralelos com a resposta global à COVID-19. 

Imagens inéditas de ativistas da AIDS do início dos anos 90 em campanha por medicamentos que salvam vidas, mostram que, com slogans como “AIDS $ agora”, ativistas da AIDS de ontem inspiram ativistas de hoje em sua demanda por acesso igualitário às vacinas da COVID-19.

Leia Mais

“Mudamos nossa maneira de pensar e nossa atitude em relação às pessoas que vivem com o HIV. Na floresta, não falamos sobre isso e a cada dia vemos mais e mais pessoas vivendo com o vírus”, disse Aurora Coronado, integrante da Federação Nacional de Mulheres Camponesas, Artesãs, Indígenas, Nativas e Salariadas do Peru.

Leia Mais

O Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) e o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) estão oferecendo uma capacitação em elaboração de projetos para integrantes de organizações não governamentais (ONGs) brasileiras. A formação, que será realizada de forma on-line no mês de outubro, tem o objetivo de fortalecer a atuação de instituições que trabalham junto a pessoas vivendo com HIV/AIDS (PVHIV), população de rua, populações-chave para HIV (homens gays e outros homens que fazem sexo com homens, pessoas trans, pessoas que utilizam drogas injetáveis) e outros grupos mais vulneráveis.

Leia Mais