O Dia Mundial da Saúde Mental é acontece no dia 10 de outubro todos os anos. Neste ano, o UNAIDS está destacando que os governos precisam fazer mais para integrar os serviços de saúde mental e de HIV. Leia Mais

O Programa Conjunto das Nações Unidas para HIV/AIDS (UNAIDS) e o Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/AIDS e das Hepatites Virais (DIAHV) do Ministério da Saúde realizaram esta semana (2 e 3/10), em São Paulo, o Seminário Zero Discriminação nos Serviços de Saúde. Durante os dois dias do encontro, os participantes debateram o impacto da discriminação na saúde e propuseram diretrizes e padrões para eliminar o estigma e a discriminação dos serviços de saúde. Leia Mais

Câncer de colo do útero e HIV

O câncer de colo do útero (ou câncer cervical)—uma doença que pode ser prevenida por meio da vacinação contra o papilomavírus humano (HPV) e é curável quando detectada precocemente e tratada—é desenvolvido em mais de 500.000 mulheres a cada ano, metade das quais morrem devido à doença. Se os esforços de prevenção, triagem e tratamento do câncer de colo do útero não forem ampliados urgentemente, esse número pode dobrar até 2035. Leia Mais

prevenir e responder à exploração e ao abuso sexual

Como parte da estratégia do Secretário-Geral das Nações Unidas para prevenir e responder à exploração e ao abuso sexual (disponível em inglês), líderes globais se uniram para emitir uma declaração reafirmando o compromisso pessoal de eliminar a exploração e o abuso sexual em todo o sistema das Nações Unidas. Leia Mais

Ainda há níveis alarmantes de violência contra pessoas trans e de falta de reconhecimento de seus direitos. Durante uma visita à sede do UNAIDS em Genebra, na Suíça, em 18 de setembro, Marcela Romero e Venus Tejada, Representantes da Rede Latino-Americana e Caribenha de Pessoas Trans (REDLACTRANS), compartilharam o fato alarmante de que as mulheres trans na região têm uma expectativa de vida de apenas 35 anos. Leia Mais

A cantora Wanessa Camargo, esteve em Brasília (25/9) para se reunir com a equipe do UNAIDS Brasil—o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS—e traçar o planejamento para seu apoio e participação em ações e campanhas previstas para este ano e para o início de 2019.   Leia Mais

parcerias com organizações religiosas

Organizações religiosas têm desempenhado um papel fundamental na resposta à tuberculose (TB). Muitos provedores de serviços de saúde relacionados à religião implementaram respostas efetivas à TB/HIV inspiradas em décadas de trabalho em TB. Hoje, as organizações religiosas estão oferecendo serviços de TB/HIV eficazes e de alta qualidade que complementam os programas nacionais de saúde pública nos países mais afetados pela TB e pelo HIV. Leia Mais

Plano de Emergência do Presidente dos Estados Unidos para o Alívio da AIDS (PEPFAR)

Anunciado pela primeira vez durante o Discurso sobre o Estado da União de 2003, pelo então Presidente George W. Bush, o Plano de Emergência do Presidente dos Estados Unidos para o Alívio da AIDS (PEPFAR) celebra o seu 15º aniversário em 2018. Nos últimos 15 anos, o PEPFAR mudou drasticamente o panorama da resposta global ao HIV e o apoio bipartidário em sucessivas administrações desde o seu lançamento, assegurando que a expansão de seu trabalho rumo ao controle da epidemia de AIDS. Leia Mais

Iniciativa ‘Cada Mulher, Cada Criança’

A saúde de mulheres, crianças e adolescentes é o alicerce da saúde pública. Mulheres e crianças saudáveis criam sociedades saudáveis e adolescentes que alcançam seus direitos à saúde, ao bem-estar e à educação são preparados para alcançar seu pleno potencial como adultos. No entanto, a cada ano, aproximadamente 5,9 milhões de crianças morrem antes dos cinco anos e 289 mil mulheres morrem na gravidez ou no parto. Leia Mais

As doenças não transmissíveis (DNTs) são as maiores causadoras de mortes globalmente, sendo responsáveis por 71% de todas as mortes no mundo. Definidas pela Organização Mundial da Saúde como doenças de longa duração e, geralmente, de progressão lenta, os quatro principais tipos de DNTs são: doenças cardiovasculares, câncer, doenças respiratórias crônicas e diabetes. Juntas, essas doenças são responsáveis por 80% de todas as mortes prematuras por DNTs. Leia Mais