A Associação da Parada do Orgulho GBLT de São Paulo (APOGLBT) realizou, entre 25 e 27 de maio, o Encontro Brasileiro de Organizações de Paradas LGBT. Com o desafio de unir forças, reforçar os laços e ampliar a conscientização da importância das Paradas LGBT, o Encontro reuniu cerca de 40 pessoas em São Paulo,, Leia Mais

Criado em 2005, o Prêmio de Direitos Humanos e Cidadania LGBT do Grupo Cellos (Centro de Luta Pela Livre Orientação Sexual de Minas Gerais) reconhece instituições, iniciativas e personalidades que contribuíram para a visibilidade e fortalecimento do movimento LGBT e trabalham para o benefício da comunidade LGBT em Minas Gerais e no Brasil. O, Leia Mais

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, condenou neste domingo (12) o ataque “horrível” em Orlando, Flórida, nos Estados Unidos.

Entre 8 e 10 de junho de 2016, líderes mundiais, representantes do governo, implementadores de programas de HIV e organizações da sociedade civil de todo o mundo estarão reunidos na sede das Nações Unidas, em Nova York, para traçar o caminho para o fim da epidemia da AIDS como uma ameaça à saúde pública, Leia Mais

O UNAIDS Brasil foi um dos homenageados pelo Prêmio Aliad@s da Cidadania LGBT 2016, concedido pela ONG Grupo Dignidade, durante o encontro Testagem, Tratamento e Prevenção Combinada do HIV entre Gays e outros HSH (homens que fazem sexo com homens), realizado nesta segunda-feira (14/3) em Curitiba. 

A ONU no Brasil disse estar acompanhando “com preocupação” a tramitação, no Congresso Nacional, da Proposição Legislativa que institui o Estatuto da Família (PL 6583/2013), especialmente quanto ao conceito de família e “seus impactos para o exercício dos direitos humanos”.

Aos 25 anos de idade, Henrique Ávila acumula uma trajetória marcada por conquistas e superações. Eleito em julho deste ano coordenador nacional da Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Vivendo com HIV/AIDS (RNAJVHA),

A violência motivada pela homofobia e transfobia é muitas vezes particularmente brutal, e em alguns casos caracterizada por níveis de crueldade superior a de outros crimes de ódio”, afirma ACNUDH.

Mensagem do Diretor Executivo do UNAIDS, Michel Sidibé Vivemos em uma época de mudanças sociais rápidas. Lésbicas, gays, bissexuais e pessoas trans estão agora atingindo novas fronteiras e celebrando conquistas notáveis.

“A evasão das travestis da escola é muito grande e isso já não é mais aceitável. A pessoa trans tem, sim, que estar nas escolas, estar nas universidades e merece ser inserida no mercado de trabalho