Reunião entre o UNAIDS e o Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania

A equipe do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS), liderada por Claudia Velasquez, representante no Brasil, se reuniu nesta terça-feira, 24, com o ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Almeida. Rita de Oliveira, secretária executiva do Ministério, e Clara Solon, da assessoria internacional, acompanharam o ministro.

O fim dos testes do Estudo Mosaico, que avaliava o uso de uma vacina para prevenir a infecção pelo HIV, deve levar a um esforço contínuo de inovação, bem como à urgência na garantia de opções comprovadas de prevenção e tratamento do HIV para todas as pessoas.

No sol típico de Fortaleza, quinta maior cidade do Brasil, um grupo de ativistas juntou-se em 1988, para criar a Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV e AIDS no Ceará (RNP+ CE), a fim de garantir que pessoas vivendo com HIV na capital cearense pudessem ter garantidos o direito ao acolhimento, à adesão, Leia Mais

A rotina de uma gestante exige múltiplos cuidados – com a alimentação, o sono, o aspecto emocional e, principalmente, com a saúde. Para Cristina Ávila, mãe de Lauanda e Valentina, que descobriu seu diagnóstico positivo para o HIV há 17 anos, este aspecto era particularmente importante. “Quando descobri a gravidez, fui direto no serviço, Leia Mais

O UNAIDS fechou o ano de 2022 com um chamado à Equidade Já. Este chamado reforça a urgência de acabar com as desigualdades que estão impedindo o progresso para acabar com a AIDS como ameaça à saúde pública até 2030. Culmina, também, um ano intenso de trabalho para amplificar a resposta ao HIV no, Leia Mais

Neste Dia Mundial da AIDS de 2022, o UNAIDS faz um chamado por EQUIDADE JÁ. Lançamos esta semana um novo relatório, chamado Desigualdades Perigosas, que traz um vigoroso alerta sobre como as múltiplas desigualdades estão limitando o avanço da resposta ao HIV e à AIDS em todo o mundo.

Um novo relatório do Programa das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS), lançado às vésperas do Dia Mundial da AIDS, celebrado em 1 de dezembro, alerta que as desigualdades estão obstruindo o fim da pandemia de AIDS. Intitulado Desigualdades Perigosas, o relatório mostra que se forem mantidas as tendências atuais o mundo não conseguirá atingir, Leia Mais

O mundo se comprometeu a acabar com a AIDS até 2030. Estamos distantes de cumprir esta meta.

No Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra a Mulher, celebrado em 25 de novembro, o UNAIDS fez um apelo para que o mundo se una a fim de acabar com a violência de gênero em todas as suas formas e para desafiar as desigualdades de gênero que impulsionam a pandemia do HIV.

Os Estados Unidos, Holanda e Alemanha, três grandes países doadores, anunciaram aumento além dos recursos já prometidos, para apoiar o trabalho do UNAIDS, baseado nos direitos humanos, para acabar com a AIDS. O anúncio foi feito no centro global do UNAIDS, em Genebra.