População trans ainda é a mais vulnerável aos impactos do estigma e da discriminação no Brasil

Segundo dados do Índice de Estigma em relação às pessoas vivendo com HIV/AIDS – Brasil— estudo inédito no país realizado em sete capitais brasileiras—, mais de 90% da população trans já sofreu discriminação da vida por conta da sua identidade de gênero.

Estudo mostra como o estigma impacta pessoas vivendo com HIV/AIDS

A maioria das pessoas que vivem com HIV e das pessoas que vivem com AIDS no Brasil já passou por pelo menos alguma situação de discriminação ao longo de suas vidas. É o que indica um estudo feito com 1.784 pessoas, em sete capitais brasileiras, entre abril e agosto de 2019. Os dados fazem, Leia Mais

O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS), em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), iniciou no último dia 15 de abril a aplicação dos questionários do Índice de Estigma em Relação às Pessoas Vivendo com HIV. O projeto faz parte do Plano Conjunto sobre HIV e AIDS das Nações Unidas 2018-2019. 

A cartilha Pelo Fim da Discriminação de Pessoas que Vivem com HIV/AIDS foi lançada no dia 05 de setembro, como resultado de uma parceria entre a Defensoria Pública do Estado de São Paulo — por meio do Núcleo de Defesa da Diversidade e da Igualdade Racial —, o Grupo de Incentivo à Vida e, Leia Mais

O estigma e a discriminação são desafios que – mesmo após 30 anos de resposta à epidemia de AIDS – ainda precisam ser vencidos se quisermos chegar a uma resposta efetiva ao HIV e acabar com os níveis epidêmicos da AIDS até 2030.