A AIDS não acabou e é hora de remover as barreiras em torno do acesso à testagem, tratamento, cuidado e apoio relacionado ao HIV de uma vez por todas—estas foram as mensagens de um evento organizado pela Sentebale e a London School of Hygiene and Tropical Medicine em 10 de julho.

Os jovens são fundamentais para atingir os objetivos da Declaração de Política de 2016 da ONU sobre o Fim da AIDS. Enquanto os jovens que vivem com o HIV estão desempenhando um papel ativo na resposta à AIDS, fornecendo informações, cuidados e apoio aos seus pares, suas redes precisam de mais suporte e recursos.

O casamento infantil é difundido por boa parte da América Latina e do Caribe, representando cerca de 23% dos casamentos na região, apesar da existência de leis contra esta prática.

Quase 1 milhão de mulheres são infectadas com o HIV a cada ano e apenas metade de todas as mulheres que vivem com HIV têm acesso a tratamentos capazes de salvar vidas, tornando a AIDS a principal causa de morte de mulheres entre 30 e 49 anos em todo o mundo.

Debater o que é tabu entre jovens na prevenção do HIV. Este será o tema central do 4º Fórum AIDS e o Brasil, promovido pela Revista e Portal IMPRENSA, em parceria com o Ministério da Saúde e o UOL, e com apoio do UNAIDS. O Fórum será transmitido ao vivo pelo Portal IMPRENSA no, Leia Mais

Como parte das ações para o Dia Mundial contra a AIDS – 1º de dezembro – o UNAIDS se uniu a parceiros locais para promover a 3ª Semana Vermelha de Salvador, que aconteceu capital baiana entre os dias 27 de novembro a 2 de dezembro. Outras atividades relacionadas ao tema de HIV/AIDS também foram, Leia Mais

O UNAIDS e a Fundação Pediátrica para AIDS Elizabeth Glaser sediaram uma sessão de informação parlamentar de Alto Nível no Senado dos Estados Unidos com objetivo de aumentar o impulso em torno do marco de Superaceleração da Resposta – Comece Livre, Permaneça Livre, Livre da AIDS (em inglês Start Free, Stay Free, AIDS Free)., Leia Mais

A Malhação: Seu Lugar no Mundo vai lançar neste sábado, 2 de abril, uma nova série original chamada Eu Só Quero Amar, cujo tema central será a vida de casais sorodiferentes (quando dos parceiros um vive com HIV e o outro não).

No próximo dia 1º de dezembro o UNICEF abre suas redes sociais para os jovens que vivem e convivem com o HIV. Neste dia, quatro ativistas serão os protagonistas da conta do UNICEF Brasil no twitter (@unicefbrasil).

Avanços consideráveis ​​foram alcançados na resposta global à epidemia da AIDS nas últimas décadas.