Embora muitas vezes a intenção da legislação sobre idade de consentimento para acesso aos serviços de saúde seja proteger as crianças, na prática estas leis podem fazer o oposto, desencorajando o acesso de adolescentes aos serviços que necessitam para permanecer saudáveis.

As cidades desempenham um papel essencial na epidemia e na resposta ao HIV. Atualmente, mais da metade da população mundial vive em cidades e, na maioria dos países, elas representam uma proporção alta e crescente das cargas nacionais de HIV.

Em 2017, aproximadamente 47% das novas infecções por HIV no mundo estavam entre as populações-chave e seus parceiros sexuais.

Quanto antes um bebê que nasce com HIV é diagnosticado e começa o tratamento, melhor é o resultado.

O número de novas infecções por HIV continua caindo globalmente. Estimativas mostram que novas infecções (em todas as idades) diminuíram de um pico de 3,4 milhões [2,6 milhões—4,4 milhões] em 1996 para 1,8 milhão [1,4 milhão—2,4 milhões] em 2017—ano em que dados mais recentes estão disponíveis.