Redentora Mariño é membro da comunidade transativista no Panamá e sua história é um exemplo de como as ações comunitárias são capazes de salvar vidas todos os dias. Aos 15 anos, ela foi expulsa de casa, incapaz de terminar a escola e forçada a procurar mecanismos de sobrevivência contra sua vontade.

Em todo o mundo, as organizações dirigidas por pessoas vivendo com HIV ou afetadas pelo vírus defendem os direitos humanos e oferecem serviços de prevenção, tratamento, cuidados e apoio ao HIV a seus pares. Essas organizações comunitárias ajudaram a garantir que mais de 23 milhões de pessoas tivessem acesso ao tratamento para o HIV, Leia Mais

Eu acredito em comunidades. As comunidades fazem a mudança acontecer. As comunidades são a melhor esperança para acabar com a AIDS porque as lutam contra o HIV desde o início!