Faltam preservativos na África Subsaariana

O uso de preservativos, se acessível e de forma consistente e correta, é um dos métodos mais eficazes e baratos disponíveis para impedir a transmissão sexual do HIV, de outras infecções sexualmente transmissíveis e para evitar a gravidez não planejada. Apesar disso, os preservativos ainda não estão suficientemente disponíveis para as pessoas que necessitam em muitos países com altas cargas de HIV.

Em 2015, estimava-se que eram necessários 6 bilhões de preservativos masculinos em 47 países da África Subsaariana; no entanto, apenas cerca de 2,7 bilhões de preservativos foram distribuídos.