UNAIDS apoia Seminário e Oficina sobre prevenção combinada e comunicação para jovens

A organização ECOS Comunicação em Sexualidade organizou, em Brasília, entre os dias 22 e 26 de abril, o 1º Seminário de Comunicação, Produção de Mídias Sociais e Novas Linguagens Juvenis em Prevenção Combinada e a Oficina de Produção de Tecnologia Social e Novas Linguagens Juvenis em Prevenção Combinada.

As atividades foram realizadas em parceria com o UNAIDS e o Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis, do HIV/Aids e das Hepatites Virais (DIAHV) do Ministério da Saúde, e contaram também com apoio de UNICEF, UNESCO, Centro de Referência e Tratamento de DST Aids (CRT-SP) e Núcleo de Pesquisa em Direitos Humanos e Saúde da População LGBT (NUDHES).

O Seminário, realizado nos dois primeiros dias do encontro, buscou fortalecer a resposta ao HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis, a defesa dos direitos humanos e o enfrentamento do estigma e da discriminação contra jovens de 16 a 29 anos, com foco em jovens gays, homens que fazem sexo com homens, travestis e transexuais. No primeiro dia, o UNAIDS participou da abertura com uma apresentação sobre Estratégias de Comunicação em Tecnologias Sociais sobre Prevenção Combinada.

Para o segundo dia do encontro, o UNAIDS convidou o influenciador digital Gabriel Comicholi para falar sobre sua experiência no Youtube e nas redes sociais, falando sobre prevenção combinada do HIV para o público jovem. Comicholi é responsável pelo canal HDiário no Youtube, que hoje tem mais de 38 mil inscritos. Ele decidiu criar o canal quando recebeu o resultado positivo para o teste de HIV em 2016 e até hoje usa a plataforma para falar abertamente sobre sua vida como jovem vivendo com HIV.

Entre os dias 24 e 26 de abril, como desdobramento do seminário, foi realizada a Oficina de Produção de Tecnologia Social e Novas Linguagens Juvenis em Prevenção Combinada, que reuniu cerca de 20 jovens da região Centro-Oeste envolvidos na temática. O objetivo foi proporcionar um espaço de diálogo, engajamento e produção de materiais de comunicação relacionados à resposta ao HIV no Brasil, com foco em prevenção combinada.

O UNAIDS apoiou no desenvolvimento e execução das Oficinas como espaço de construção coletiva para produção de conteúdo, análise de realidades e troca de experiências entre jovens sobre temas relacionados à prevenção combinada.  No primeiro dia, o foco foi a produção de vídeo para YouTube, do roteiro à pós-edição. Sob as orientações de Comicholli, os participantes se dividiram em quatro grupos e produziram seus roteiros e vídeos sobre: conscientização em prevenção combinada para jovens LGBT (dois grupos), HIV e racismo e estigma e discriminação relacionada ao HIV.

No segundo dia de oficina, os participantes aprenderam sobre estratégias de comunicação e produção de texto, definiram os nomes e identidade visual dos grupos e escreveram o aviso de pauta e comunicado de imprensa para o lançamento dos vídeos produzidos no dia anterior. Já no terceiro dia, foi a vez das redes sociais e os jovens criaram perfis no Instagram para seus grupos utilizando os elementos construídos no dia anterior.

ECOS Comunicação em Sexualidade

A ECOS Comunicação em Sexualidade foi fundada em 1990, com o objetivo de defender os Direitos Humanos e os Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos, em especial das populações mais vulneráveis, das mulheres e das juventudes.

O Seminário e a Oficina realizados em Brasília fazem parte do projeto “Basta de Estigma e discriminação. A Prevenção Combinada tem que ser combinada com os Jovens”, que propõe debater amplamente os diferentes aspectos relacionados à prevenção para encontrar canais de comunicação e alcançar grupos de jovens que dificilmente são acessados pelas estratégias convencionais de prevenção. Durante 2019, o projeto ainda realizará mais duas oficinas de comunicação, em Belém e Salvador.