Restrições de movimento, isolamento físico e aumento das pressões socioeconômicas em todo o mundo levaram a um aumento da violência contra mulheres e meninas desde o início da pandemia de COVID-19. Como afirmou o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, “a paz não é apenas a ausência de guerra. Muitas mulheres em quarentena, por conta da COVID-19, enfrentam violência onde deveriam estar mais seguras:, Leia Mais