“Se eu pretendo ser um líder, preciso ser sincero”, disse Lloyd Russell-Moyle, membro do Parlamento Britânico, refletindo sobre sua ousada decisão de revelar seu estado sorológico para o HIV na Câmara dos Comuns do Reino Unido no final de novembro de 2018, dias antes do Dia Mundial contra a AIDS.

O Reino Unido (Grã-Bretanha e Irlanda do Norte) anunciou que acabará com a transmissão do HIV em seu território nos próximos 10 anos—um anúncio que foi muito bem recebido pelo UNAIDS.