As opiniões de jovens gays, lésbicas, bissexuais, transgêneros e intersexo serão coletadas por meio de uma consulta online conduzida pela organização MAG Jeunes LGBT, com apoio de uma campanha nas redes sociais liderada pela UNESCO.