A sala de reuniões já estava cheia trinta minutos antes do horário de início do seminário. Um murmúrio de vozes ecoava pela sala enquanto os participantes davam uma última olhada nos dados que seriam usados no próximo ciclo de modelação de estimativas sobre HIV. Era importante estar tudo certo—os resultados do workshop acabariam influenciando, Leia Mais

O número de novas infecções por HIV continua caindo globalmente. Estimativas mostram que novas infecções (em todas as idades) diminuíram de um pico de 3,4 milhões [2,6 milhões—4,4 milhões] em 1996 para 1,8 milhão [1,4 milhão—2,4 milhões] em 2017—ano em que dados mais recentes estão disponíveis.

Para que as pessoas vivendo com HIV permaneçam saudáveis, e para prevenir a transmissão, o HIV precisa ser suprimido para níveis indetectáveis ou muito baixos por meio do tratamento antirretroviral contínuo. Em 2017—ano com os dados mais recentes disponíveis—, menos da metade de todas as pessoas que vivem com o HIV alcançaram a carga, Leia Mais

Estimar o número de pessoas vivendo com HIV em tratamento é essencial para acompanhar a resposta global à AIDS. O tratamento para o HIV vai além de manter as pessoas vivas, mas também, ao reduzir a carga viral de uma pessoa, reduz consideravelmente a chance de uma pessoa vivendo com HIV transmitir o vírus, Leia Mais

Nenhuma infecção tem o mesmo nível de coleta de dados, análise e distribuição que o HIV. Com dados confiáveis ​​e atualizados, os países e a comunidade internacional podem planejar respostas efetivas à AIDS e concentrar os serviços nos locais e populações que mais precisam, aumentando o impacto e diminuindo os custos.

O Diretor mundial de Informações Estratégicas do UNAIDS, Peter Ghys, esteve no Brasil dias 7 e 8 de fevereiro para participar de um encontro com técnicos do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/AIDS e das Hepatites Virais (DIAHV) do Ministério da Saúde. O objetivo foi debater o as possibilidades de, Leia Mais