Em Viamão (RS), delegação do GT UNAIDS visita projeto inovador sobre prevenção de HIV para jovens

Uma delegação do Grupo Temático Ampliado das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (GT UNAIDS), visitou o projeto Tô Dentro hoje (10/7), no município de Viamão (RS), uma das cidades signatárias da Declaração de Paris. Idealizado em 2016, o projeto é executado pelas Secretarias Municipais de Saúde e Educação de Viamão e busca trabalhar, de forma lúdica e inovadora, temas relacionados ao HIV e sexualidade do ponto de vista dos jovens, uma das populações mais afetas pela epidemia de HIV no Brasil. 

O projeto conta com uma estrutura itinerante de contêineres distribuídos em cinco estações para tratar dos principais temas envolvendo sexualidade e infecções sexualmente transmissíveis, com uma metodologia leve, simples e divertida. Em um passeio de cerca de 30 minutos, estudantes das redes municipal e estadual têm igualmente a oportunidade de refletir e aprender sobre prevenção, testagem, tratamento, preconceito, discriminação e percepção de risco. 

Dos 18 mil estudantes da rede pública em Viamão, mais de 7 mil deles já participaram do Tô Dentro nestes dois anos de existência. Além disso, a iniciativa já foi levada também para o município de Jaraguá do Sul (SC), situado a 620 km de Porto Alegre, mobilizando outros 3.500 estudantes locais.  

“O projeto Tô Dentro é um exemplo de como a criatividade, o empenho e a liderança política podem trazer respostas concretas para o HIV, com impacto direto para o cidadão. Este é um dos raros exemplos de parceria verdadeira entre Saúde e Educação para falar sobre esse tema”, explica Georgiana Braga-Orillard, Diretora do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) no Brasil. “Nós convidamos os membros do GT UNAIDS e parceiros para esta visita ao projeto para que vejam como Viamão está inovando na linguagem e na abordagem para levar essa reflexão sobre prevenção e sexualidade aos jovens. Acreditamos que isso possa ser uma realidade também em todo o estado e em outras partes do Brasil.” 

GT UNAIDS Viamão

Após as visitas às estações, as escolas participantes recebem apresentações teatrais com debates, onde atores interpretam situações envolvendo a sexualidade e iniciam um debate para falar sobre o assunto com os estudantes. Como resultado, a Secretaria de Saúde Municipal de Viamão já registrou um aumento na procura por testagem rápida e por serviços de saúde. Os resultados de uma enquete feita com os estudantes antes e depois das visitações será divulgada em breve, mostrando o impacto das ações no nível de conhecimento destes jovens sobre as questões propostas. 

Primeira capital do estado do Rio Grande do Sul (até 1773), Viamão está situada na região metropolitana de Porto Alegre e é hoje um dos municípios mais populosos do estado, com cerca de 250 mil habitantes. Segundo dados mais recentes do Minstério da Saúde, Viamão tem cerca de 3.100 pessoas vivendo com HIV. A taxa de detecção de casos de AIDS na cidade é de 46,3 para cada 100 mil habitantes, mais que o dobro da taxa nacional, de 18,5 casos por 100 mil habitantes.  

O sucesso do projeto Tô Dentro foi tão grande que Viamão implantou no município, em 2017, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, o projeto Galera Curtição, um jogo entre escolas municipais e estaduais, que aborda temas como prevenção de infecções sexualmente transmissíveis, incluindo HIV e AIDS, uso de álcool e outras drogas, questões de gênero, diversidade sexual, sexualidade, bullying e preconceito. O objetivo é fomentar a promoção de saúde na comunidade local e a integração. 

Membros do Grupo Temático Ampliado sobre HIV/AIDS da ONU, em uma das estações do Tô Dentro. Foto: UNFPA Brasil/Jefferson Bernardes

Membros do Grupo Temático Ampliado sobre HIV/AIDS da ONU, em uma das estações do Tô Dentro. Foto: UNFPA Brasil/Jefferson Bernardes

A delegação do GT UNAIDS se reunirá amanhã (11/7) no Palácio Piratini para uma reunião com o governador do estado, José Ivo Sartori, e cerca de 60 gestores da área de saúde dos 14 municípios gaúchos signatários da Declaração de Paris. Um dos objetivos do encontro é fazer um balanço sobre os avanços e desafios do Rio Grande do Sul e seus 14 municípios prioritários em relação aos compromissos assumidos na assinatura da Declaração de Paris, em dezembro de 2015. 

Um dos principais compromissos é o de Acelerar a Resposta ao HIV no estado para alcançar as metas 90-90-90—que, até 2020: 90% das pessoas vivendo com HIV estejam testadas; que destas, 90% estejam em tratamento antirretroviral; e que destas, 90% esteja com carga viral indetectável. Os municípios gaúchos e o Rio Grande de Sul fazem parte de um grupo de 41 cidades brasileiras, o estado de Santa Catariana e o Distrito Federal, que também já se comprometeram com as metas propostas na Declaração de Paris. Ao redor de todo o mundo, mais de 200 cidades compõem essa rede de municípios chamados de Fast-Track Cities (Cidades pela Aceleração da Resposta). 

Além da Diretora do UNAIDS no Brasil, fazem parte desta delegação do GT UNAIDS o Representante do Fundo de População da ONU no Brasil (UNFPA), Jaime Nadal—que está na presidência do GT para o período de 2017-2018—,representantes Ministério da Saúde, outras agências da ONU, como UNESCO, PNUD e OPAS/OMS, sociedade civil e organizações de pessoas vivendo com HIV. Além de fazer um balanço sobre os avanços e desafios da resposta ao HIV no estado, a visita de dois dias também tem como objetivo conhecer outras três iniciativas locais inovadoras, além do projeto Tô Dentro, cujo objetivo é ajudar nos esforços locais para alcance das metas assumidas até 2020 na Declaração de Paris.  

Clique aqui para conhecer a Declaração de Paris  

Clique aqui para conhecer as ações mais recentes do GT UNAIDS e seu papel  

Leia o comunicado de imprensa completo aqui

Fotos: UNFPA Brasil/Jefferson Bernardes

Leia também: