Novo aplicativo ajuda a aumentar a adesão no tratamento para pessoas que vivem com HIV

Um novo aplicativo de celular para pessoas vivendo com HIV, Life4me+, está disponível gratuitamente em 156 países e em seis idiomas: armênio, inglês, estoniano, alemão, russo e ucraniano. O aplicativo foi criado por um ativista alemão-russo que vive com HIV e sua equipe, e visa simplificar a informação médica e o tratamento para as pessoas que vivem com o HIV na Europa Oriental, Ásia Central e redondezas.

O aplicativo foi desenvolvido baseado na experiência de seus desenvolvedores e ativistas. Para pessoas vivendo com HIV, o aplicativo funciona como um cartão pessoal eletrônico do paciente. Ele permite aos usuários ficarem em contato com médicos online, salvando e exibindo os resultados dos testes, um calendário com testes sanguíneos, um histórico de prescrições e alertas para relembrar quando tomar os medicamentos e lista de consultas. Existem também funções como gravar o peso, volume toráxico, pressão sanguínea, histórico de doenças, resistência do HIV a drogas, etc.

Possui um mapa interativo, que mostra a localização de centros médicos e organizações não-governamentais que auxiliem pessoas vivendo com HIV, notícias diárias relacionadas ao HIV, novas informações e artigos científicos populares sobre HIV. Um botão de “ajuda” contém links que redirecionam para linhas direta de tratamento e prevenção do HIV, apoio psicológico e legal para mulheres, adolescentes e usuários de drogas. Atualmente, os links para as linhas direta estão disponíveis somente para pessoas vivendo em alguns países do Leste Europeu.

Com a permissão do paciente, médicos podem monitorar a ingestão de medicamentos bem como a aderência ao tratamento. O aplicativo tem mecanismos especiais para proteger o anonimato e a confidencialidade. Todos os dados são despersonalizados, para que não haja risco da pessoa ser identificada como vivendo com HIV, mesmo que seu telefone ou computador seja utilizado por outra pessoa. Life4me+ pode ser baixado pelo Google Play e App Store.

Um nova versão do aplicativo será lançada em 1° de dezembro, na qual incluirá funções voltadas para a prevenção de novas infecções por HIV, hepatite C e infecções sexualmente transmissíveis, como Sífilis e Gonorréia, com lembretes automáticos para fazer o teste dessas doenças.

Leia também: