Presidente apoia Campanha Proteja o Gol

Brasília, 11 de junho de 2014—Em uma forte demonstração de sua adesão à campanha, a presidente Dilma Rousseff assinou a bola-símbolo da campanha na última terça-feira, 10 de junho. A assinatura ocorreu em cerimônia no Palácio do Alvorada, na presença do Diretor Executivo do Programa das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS), Michel Sidibé; do Diretor Executivo Adjunto do UNAIDS, Luiz Loures; do Secretário Nacional de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa; e de Ndaba e Kweku Mandela, netos do líder sul-africano e porta-vozes da campanha.

A bola-símbolo da Proteja o Gol partiu da África do Sul – país que sediou a Copa do Mindo da FIFA de 2010 – e já atravessou continentes, angariando adesões à campanha. Antes de chegar ao Brasil, foi assinada pelos chefes de estado da Argélia, Argentina, Camarões, Chile, Colômbia, Costa do Marfim, Costa Rica, Equador, Gana, Honduras, Nigéria e Uruguai. O Secretário-Geral das Nações Unidas (ONU) Ban Ki-moon e o Prêmio Nobel da Paz e Secretário-Geral da ONU Kofi Annan também já a assinaram.

LANÇAMENTO – A campanha Proteja o Gol foi lançada no dia 9 de junho, em Salvador, em uma grande cerimônia no Teatro Castro Alves – com a participação do Diretor Executivo do UNAIDS, Michel Sidibé; do Ministro da Saúde, Arthur Chioro; do Governador da Bahia, Jaques Wagner; e do Prefeito de Salvador, Antônio Carlos Magalhães Neto.

assinatura_bahia

“A cidade de Salvador será lembrada por esse momento histórico e por esse chamado de inclusão”, disse Michel Sidibé – afirmando que é preciso “focar nos direitos humanos e na inclusão social”. “Se deixarmos alguém para trás, isso significa que falhamos”, disse Sidibé. “Queremos chegar à zero discriminação”, reiterou.

Já o Governador da Bahia, Jaques Wagner, observou que as ações anuais de prevenção realizadas no estado são muito positivas, mas ganham em escopo com a campanha: “Na Copa, a visibilidade para esse tipo de ação é mundial”, disse, ressaltando a importância do evento para “chamar a atenção do público jovem quanto à importância da prevenção”.

Proteja o Gol é fruto de uma parceria do UNAIDS com o Fundo de Populações das Nações Unidas (UNFPA), o Ministério da Saúde, a Secretaria de Políticas para Mulheres da Presidência da República, o Governo da Bahia e a Prefeitura de Salvador. A campanha também conta com o apoio da Embaixada da França; da Foundation for AIDS Research (amfAR); da Editora Abril; do Centro Universitário Jorge Amado (Unijorge); da Escola Paulista de Propaganda e Marketing (ESPM).

 

Leia também: