11 iniciativas recebem o Prêmio ‘Educando para o Respeito à Diversidade Sexual’ em Curitiba

O Prêmio “Educando para o Respeito à Diversidade Sexual” será entregue hoje (17/3) em Curitiba para 11 iniciativas, durante evento de comemoração dos 25 anos da ONG Grupo Dignidade. O prêmio tem por objetivo reconhecer, valorizar e incentivar a promoção do respeito à diversidade sexual no ambiente educacional no Brasil.

Dentre as iniciativas selecionadas, há publicações, como “A princesa e a costureira”, de Janaína Leslão, um livro infantil que traz a história de uma princesa que se apaixona pela costureira de seu vestido de casamento com um princípe; projetos pedagógicos, dissertações e teses, como o de Roberto Muniz Dias, “Literatura e Diversidade Sexual”, que discute diversidade sexual e gênero em escolas do Brasil; políticas públicas e produções audiovisuais, a exemplo do “Vozes da Igualdade”, do Anis – Instituto de Bioética, Direitos Humanos e Gênero.

Organizado pelo Instituto Brasileiro de Diversidade Sexual (IBDSEX), em parceria com o Grupo Dignidade e outras organizações, entre elas o UNAIDS, o Prêmio está em sua terceira edição.

A premiação este ano faz parte das comemorações dos 25 anos do Grupo Dignidade, a primeira ONG LGBTTI (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e interssexuais) do Paraná.

O evento de premiação e comemoração do aniversário de Grupo Dignidade será realizado na Sociedade Thalia, em Curitiba, às 19h, e contará com a presença de mais de 300 participantes.

A Comissão Julgadora que selecionou as iniciativas vencedoras foi composta por David Harrad, presidente do IBDSEX; Profa. Dra. Araci Asinelli da Luz; Prof. Dr. Sérgio Junqueira; Profa. Marise Félix; e Prof. Dr. Toni Reis.

As premiadas e os premiados receberão o troféu “Educando para o Respeito à Diversidade Sexual” e o respectivo certificado, bem como um pin comemorativo.

O Prêmio foi idealizado pela GALE – Aliança Global para Educação LGBT, uma comunidade internacional de aprendizagem para educadores/as que visa promover a inclusão plena de pessoas que são prejudicadas por causa de sua orientação sexual ou identidade de gênero, identificando, aprimorando e compartilhando conhecimentos especializados na área da educação.

(Com informações do Grupo Dignidade)