Plataforma virtual disponibiliza testagem para o HIV em Curitiba

A partir desta sexta-feira (6/2), Curitiba terá mais uma opção para fazer o teste de HIV. A plataforma virtual www.ahoraeagora.org foi lançada para promover a autotestagem, com objetivo principal de ampliar o diagnóstico precoce do HIV entre as populações mais vulneráveis à infecção por meio do teste de fluido oral. Essa é a grande inovação proposta pelo projeto A Hora É Agora – Testar Nos Deixa Mais Fortes.

Lançado em novembro passado em Curitiba, o projeto A Hora É Agora visa a expansão da testagem rápida e gratuita anti-HIV entre os jovens gays e outros homens que fazem sexo com homenérs (HSH). O projeto ainda faz uso de outras abordagens inovadoras junto à população alvo, entre elas a testagem rápida móvel em trailersequipados com laboratórios e no Grupo Dignidade – organização não governamental de promoção dos direitos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transgêneros (LGBT).

O maior destaque, no entanto, fica para a estratégia de e-Testing, que disponibilizará uma plataforma web para que o público-foco do projeto tenha mais opções de acesso ao teste anti-HIV. O teste oral é validado para o uso no Brasil. É rapido, confiável, confidencial e sua execução é muito simples.

“Esperamos que o sucesso desta iniciativa inovadora em Curitiba possa repercutir pelo país, em especial nos centros urbanos mais atingidos pela epidemia”, diz Georgiana Braga-Orillard, Diretora do UNAIDS no Brasil. “Um ponto crucial desta estratégia é o foco na população de gays e outros homens que fazem sexo com homens, que são desproporcionalmente afetados pela epidemia no Brasil”, explica.

ahoraeagora1

O projeto A Hora É Agora é uma parceria entre a Prefeitura de Curitiba, o Departamento de DST/AIDS e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, a Fundação Oswaldo Cruz, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos da América (CDC), o Grupo Dignidade, a Universidade Federal do Paraná e o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS).
Clique aqui para mais informações.

Visite o site  www.ahoraeagora.org.