UNAIDS recebe prêmio de Ciência e Medicina na 25ª Premiação Anual Humanitária Steve Chase

No dia 9 de fevereiro, em Palm Springs, nos Estados Unidos, o UNAIDS recebeu da organização Desert AIDS Project (Projeto AIDS no deserto, na tradução livre), o prestigiado Prêmio de Ciência e Medicina, durante o 25º Prêmio Anual Humanitário Steve Chase. A Diretora Executiva Adjunta para Gestão e Governança, Gunilla Carlsson, representou o UNAIDS na ocasião.

“O UNAIDS está profundamente honrado em receber o Prêmio de Ciência e Medicina de uma organização como o Desert AIDS Project, que fez, e continua a fazer, uma incrível contribuição para a resposta à AIDS. Aceitamos este prêmio em nome de todas as pessoas que trabalham para garantir que ninguém seja deixado para trás ou excluído dos serviços de HIV que salvam vidas”, disse Carlsson.

A Diretora para Gestão e Governança do UNAIDS foi ao palco acompanhada de Musah Lumumba El-nasoor, o Líder de Equipe da Aliança Jovem da África Oriental e do Sul sobre Saúde Sexual e Reprodutiva e HIV.

“O UNAIDS está mobilizando apoio político, estabelecendo o ritmo e a agenda global, para garantir que a ciência seja combinada com os recursos e ferramentas necessários para fornecer resultados para todas as pessoas, incluindo aquelas à margem da sociedade”, disse El-nasoor.

Batizada com o nome de um dos primeiros financiadores do Desert AIDS Project, o designer Steve Chase, a cerimônia anual é o maior evento de arrecadação de fundos, e um evento importante no calendário social de Palm Springs.

Steve Chase morreu de uma doença relacionada ao HIV em 1994, aos 52 anos, e marcou a história do Desert AIDS Project por seu trabalho filantrópico e capacidade de mobilizar pessoas. A primeira cerimônia do Prêmio Steve Chase foi realizada em sua homenagem, no ano de 1995.

O Desert AIDS Project oferece serviços de prevenção, tratamento e cuidados para pessoas vivendo com HIV e afetadas pelo vírus em toda a área de Palm Springs. Criado por um grupo de voluntários em 1984, o projeto está atualmente arrecadando fundos para expandir sua sede. Com o apoio de voluntários e doadores, espera-se que os fundos recentemente arrecadados ajudem a atender às necessidades de cuidados de saúde de 10.000 pessoas, muitas destas, pessoas vivendo com HIV.

A premiação teve a participação de cerca de 2.000 pessoas e faturou mais de US$ 1 milhão, que serão acrescentados aos US$ 13 milhões já arrecadados anteriormente. São necessários US$ 20 milhões para concretizar o plano de expansão do Project AIDS Desert.

“Se todos nós, incluindo o Desert AIDS Project, trabalharmos juntos com a liderança das Nações Unidas e, principalmente do UNAIDS, alcançaremos o que antes era considerado impossível: o fim da AIDS”, disse David Brinkman, CEO do Desert AIDS Project.

Entre os vencedores do prêmio de Ciência e Medicina do ano passado estão Michael Gottlieb, Desmond Tutu e Anthony Fauci.

Leia também: