Retrospectiva 2017 do UNAIDS no Brasil

A Retrospectiva 2017 do UNAIDS no Brasil tem o objetivo de celebrar um ano de conquistas e de ações que contribuíram para importantes avanços no debate nacional sobre HIV e AIDS. Foi um ano de consolidação de diversas estratégias iniciadas em 2013 e também um ano marcado pelo lançamento de novas frentes e novas bases para a mobilização de parceiros e setores da sociedade capazes de apoiar nossos esforços para alcançar as metas de Aceleração da Resposta (Fast-Track) rumo ao fim da epidemia de AIDS até 2030.

Três pilares fundamentais pautaram essas ações: a Cidades Fast-Track, com a promoção da Aceleração da Resposta nas cidades para o cumprimento das metas 90-90-90; Jovens e Populações Vulneráveis, engajando os jovens na resposta à epidemia e fortalecendo o acesso à prevenção combinada entre jovens e populações vulneráveis; e Zero Discriminação, com a promoção dos direitos humanos através de ações no âmbito da plataforma homônima lançada mundialmente pelo UNAIDS em 2014.

A parceria renovada com o Departamento de Vigilância e Prevenção das IST, HIV/AIDS e Hepatites Virais do Ministério da Saúde (DIAHV), firmada através do escritório do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) no Brasil—um dos copatrocinadores do UNAIDS—, permitiu ao Programa Conjunto dar seguimento a diversas ações e fomentar outras tantas parcerias, mobilizando recursos adicionais para ampliar as vozes das pessoas vivendo com HIV e, em especial, pautar o debate de sociedade em torno de informações estratégicas e relevantes na construção da resposta ao HIV.

Um exemplo importante deste sucesso foi a consolidação da parceria com a área de Responsabilidade Social da TV Globo, qu permitiu não apenas o lançamento, em rede nacional, da campanha #EseFosseComVocê?—estrelada pelos Embaixadores de Boa Vontade do UNAIDS Mateus Solano e Wanessa Camargo—, mas também de ações pontuais como o apoio a filmes de publicidade social da plataforma Respeito e parcerias para promoção do debate sobre HIV na grade de entretenimento da emissora: na supersérie Os Dias Eram Assim e na minissérie Sob Pressão.

No ambito das cidades, em parceria com a Frente Nacional dos Prefeitos, 7 novos municípios aderiram aos compromissos da Declaração de Paris, unindo-se a outras 30 cidades, ao Rio Grande do Sul e ao Distrito Federal e a mais de 200 municipalidades ao redor do mundo, no esforço coletivo de acabar com a epidemia de AIDS até 2030.

A juventude e as populações-chave também estiveram no centro das ações do UNAIDS em 2017, tanto por meio da participação de eventos, encontros, debates e capacitações quanto do engajamento em ações de mobilização virtual.

Um dos destaques de 2017 foi a campanha #DesafioUNAIDS. Trinta e oito influenciadores digitais foram mobilizados e aceitaram se engajar, de forma voluntária, para falar sobre as principais dúvidas encontradas na internet em relação a HIV, sexualidade e direitos humanos. Em um mês, a iniciativa gerou mais de 1,1 milhão de visualizações espontâneas, mais de 6 mil comentários e um sentimento praticamente 100% positivo entre os internautas que se engajaram.

No campo político, uma vitória importante: o esforço conjunto do UNAIDS, Ministério da Saúde e da sociedade civil para derrubar o Projeto de Lei 198 de 2015—que previa tornar crime hediondo a transmissão intencional do HIV. Foram quase dois anos de muitas reuniões, campanhas, notas técnicas e debates dentro e fora do Congresso Nacional para que o movimento de AIDS conseguisse pôr fim a essa tentativa de retrocesso na resposta à epidemia.

A publicação Retrospectiva 2017 do UNAIDS no Brasil busca celebrar estas conquistas e inspirar todas a pessoas engajadas de alguma forma na promoção dos direitos humanos e na mobilização da sociedade por uma resposta efetiva e propositiva para dar fim à epidemia de AIDS no Brasil e no mundo.

Inspirada pela visão de zero nova infecção pelo HIV, zero discriminação e zero morte relacionada à AIDS, a Equipe Conjunta do UNAIDS busca, no registro dessas ações, renovar diariamente seu compromisso de liderar e inspirar o país e o mundo no cumprimento dos compromissos assumidos na Declaração Política de 2016 da Assembleia Geral da ONU sobre o Fim da AIDS, bem como daqueles dispostos na Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, dentro da qual se encontram os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

“Esperamos que este documento possa trazer a todos os leitores um retrato importante do que tem sido construído pelo UNAIDS no país, de forma conjunta com parceiros dos mais diversos setores, com o objetivo de promover a Aceleração da Resposta ao HIV e rumo ao fim da epidemia de AIDS”, escreva na Introdução do documento a Diretora do UNAIDS no Brasil, Georgiana Braga-Orillard.

Clique aqui para conhecer o trabalho desenvolvido pelo UNAIDS no Brasil em 2017.

Conheça o trabalho realizado pelo UNAIDS no Brasil em 2016.

Notícias Relacionadas