Junte-se ao UNAIDS e à família da ONU na celebração do Dia Mundial de Zero Discriminação


2016_02_18_butterflyZDred_PT

Clique aqui para baixar as borboletas #ZeroDiscriminação!

Milhões de pessoas ao redor de todo o planeta vão comemorar com o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) e toda a família das Nações Unidas o Dia Mundial de Zero Discriminação, celebrado todos os anos no dia 1º de março.

Todas as pessoas poderão fazer sua parte nesta celebração através das redes sociais, de ações em suas comunidades e da sensibilização das pessoas mais próximas.

A iniciativa Zero Discriminação celebra o direito universal a uma vida produtiva, plena e com dignidade e tem como meta combater todo tipo de estigma e discriminação que impeçam o exercício desse direito. A Zero Discriminação busca demonstrar que todos podem se informar sobre os impactos negativos destas práticas na vida em sociedade e, assim, promover a tolerância, a compaixão e a paz.

12733519_10154421657618797_904827069241326371_n

Pintura criada pela artista Maribel para a iniciativa.

No dia 1º de março o UNAIDS busca mobilizar jovens e comunidades na promoção da inclusão e do respeito – não importando origem, orientação sexual, identidade de gênero, sorologia para o HIV,  raça ou etnia. A borboleta da campanha – símbolo da transformação – representa o compromisso em assumir um comportamento aberto à diversidade e à tolerância.

“O estigma e a discriminação causam danos às pessoas e fragmentam sociedades. Nenhum indivíduo deveria ter que sofrer com medo e na escuridão. Em 2016, transforme o mundo a sua volta e se faça sua parte pela Zero Discriminação”
Michel Sidibé, Diretor Executivo do UNAIDS

 

20150804161255 (1)

Wanessa e Mateus posam com a borboleta da #ZeroDiscriminação.

No Brasil, a Zero Discriminação conta com o apoio de Mateus Solano e Wanessa Camargo, Embaixadores de Boa Vontade do UNAIDS e porta-vozes oficiais da iniciativa. Junto a eles, nos esforços globais do UNAIDS para esta mobilização, outras estrelas também farão sua parte na promoção destas mensagens, trazendo à tona o debate sobre a discriminação e a promoção dos direitos humanos.

Nas redes sociais, o engajamento será feito principalmente através do Instagram, Facebook e Twitter do UNAIDS no Brasil e também do UNAIDS Global. No Instagram, serão postadas peças originais criadas por artistas, designers e ilustradores com suas próprias interpretações do que #ZeroDiscriminação significa. No Facebook, qualquer pessoa pode compartilhar a sua própria interpretação da #ZeroDiscriminação, mostrando apoio, compartilhando fotos e desenhos da borboleta ou postando imagens e fotos com a hashtag #ZeroDiscriminação. Já no Twitter, tuítes e imagens estão disponíveis para download por meio de links para o site unaids.org e poderão ser compartilhados à vontade pelas redes.

Veja aqui como você pode fazer a sua parte e promover a #ZeroDiscriminação.