O presidente da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara (CSSF), o Deputado Hiran Gonçalves (PP/RR), deferiu o requerimento que propõe a audiência pública sobre o PL 198/15 – que torna crime hediondo a transmissão deliberada do vírus da AIDS, de autoria do deputado Pompeo de Mattos (PDT/RS). A decisão foi tomada em, Leia Mais

O Dia Internacional contra a Homofobia, a Bifobia e a Transfobia (IDAHOT) deste ano tem como foco a família, incluindo o papel das famílias no bem-estar das pessoas lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros e intersexuais (LGBTI) e o respeito pelos direitos famílias LGBTI.

Em todo o mundo, as pessoas continuam enfrentando barreiras no acesso a serviços de saúde de qualidade e no aproveitamento do mais alto padrão possível de saúde, apesar do fato de o direito de viver livre de discriminação estar consagrado em vários tratados de direitos humanos, leis nacionais e constituições.

As pessoas trans continuam a enfrentar estigma, discriminação e rejeição social na América Latina e no Caribe. Na maioria dos países da região, não há reconhecimento legal da identidade de gênero das pessoas trans. Sem documentos oficiais que reconheçam sua identidade de gênero,elas muitas vezes têm o acesso negado a direitos básicos, incluindo o, Leia Mais

“A pessoa é muito mais que o HIV. Então toda vez que há preconceito, você dificulta o acesso ao tratamento e à testagem”, disse o psiquiatra Jairo Bouer durante o debate sobre discriminação e HIV que aconteceu o programa Encontro com Fátima Bernardes desta segunda-feira (6/3). Além de dedicar uma parte do programa ao, Leia Mais

O UNAIDS (Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS) lança uma campanha publicitária pelo respeito e pelo fim da discriminação: #EseFosseComVocê. Os quatro filmes, que são apoiados pela Globo e serão exibidos nos intervalos da programação a partir de 7 de março, contam com a participação dos Embaixadores de Boa Vontade do UNAIDS Mateus, Leia Mais

A iniciativa #ZeroDiscriminação só acontece de fato com o engajamento das pessoas. Por isso, colocar-se no lugar das pessoas que sofrem ou já sofreram discriminação é um primeiro passo imoportante: e se fosse com você?

O tema do Dia Mundial de Zero Discriminação deste ano é “fazer barulho”. Elevar nossas vozes em solidariedade pela compaixão, diversidade, igualdade, inclusão e tolerância é o núcleo de nossa humanidade compartilhada. Hoje, renovamos o nosso compromisso de alcançar um mundo livre de estigma e discriminação, no qual ninguém seja deixado para trás.

A iniciativa Zero Discriminação celebra o direito de todos a uma vida plena, digna e produtiva – não importando sua origem, orientação sexual, identidade de gênero, sorologia para o HIV, raça, etnia, religião, deficiência e tantos outros motivos de discriminação. Unindo vozes, comunidades, indivíduos e sociedades, podemos transformar o mundo, todos os dias e, Leia Mais

Todas as pessoas sofrem algum tipo de discriminação durante suas vidas. E no entanto, o princípio de não discriminação é um direito humano. Além disso, países e indivíduos têm obrigação legal de não discriminar. Este ano, no dia 1º de março, Dia Mundial de Zero Discriminação, o UNAIDS convida todas as pessoas a fazer, Leia Mais