1º de dezembro de 2016 Michel Sidibé, Diretor Executivo do UNAIDS Secretário-Geral Adjunto das Nações Unidas Hoje, ao comemorarmos o Dia Mundial contra a AIDS, expressamos nossa solidariedade aos 78 milhões de pessoas infectadas pelo HIV e nos lembramos dos 35 milhões que morreram de doenças relacionadas à AIDS desde que os primeiros casos, Leia Mais

Formar lideranças juvenis para o fortalecimento do enfrentando à epidemia de HIV/AIDS. Este foi um dos objetivos do curso Participação Juvenil, Ativismo e Direitos Humanos em HIV/AIDS no Estado de SP, organizado pela Rede de Jovens SP+. O curso foi voltado a adolescentes e jovens com idades entre 15 a 29 anos e contou, Leia Mais

Hoje o mundo lembra o Dia Internacional contra a Homofobia e a Transfobia, data na qual, em 1990, a Organização Mundial da Saúde (OMS) retirou a homossexualidade da Classificação Internacional de Doenças. 

Hoje dia 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos, estamos vivendo aqui um momento histórico.

O movimento da AIDS, liderado por pessoas que vivem com HIV e que são afetadas pelo vírus, continua a inspirar o mundo e a oferecer um modelo para uma abordagem de saúde global e de transformação social baseada em direitos e centrada nas pessoas.

Em meio atrocidades em larga escala e abusos generalizados em todo o mundo, o Dia dos Direitos Humanos deve mobilizar uma ação global mais coordenada para promover os princípios atemporais com os quais nos comprometemos coletivamente a defender.

O mundo se comprometeu em acabar com a epidemia de AIDS até 2030 como parte dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Este objetivo, ambicioso mas totalmente atingível, representa uma oportunidade única para mudar o curso da história para sempre, algo que nossa geração deve fazer para as gerações que virão.

Como parte dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, o mundo comprometeu-se a acabar com a epidemia de AIDS até 2030. Esse objetivo é ambicioso, mas é plenamente alcançável para a América Latina e o Caribe.

Senhoras e senhores, boa noite. Hoje estou aqui representando o Sr Michel Sidibé, Diretor Executivo do UNAIDS e suas agências co-patrocinadoras. O 10º  Congresso de AIDS e 3º Congresso de Hepatites Virais acontece em um momento oportuno.

Enquanto os líderes mundiais se reúnem em Nova York para se comprometer com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, incluindo metas ambiciosas de saúde pública, o UNAIDS apela aos governos e à indústria farmacêutica para que garantam que os medicamentos permaneçam acessíveis a todos.