Senhoras e senhores, boa noite. Hoje estou aqui representando o Sr Michel Sidibé, Diretor Executivo do UNAIDS e suas agências co-patrocinadoras. O 10º  Congresso de AIDS e 3º Congresso de Hepatites Virais acontece em um momento oportuno.

Enquanto os líderes mundiais se reúnem em Nova York para se comprometer com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, incluindo metas ambiciosas de saúde pública, o UNAIDS apela aos governos e à indústria farmacêutica para que garantam que os medicamentos permaneçam acessíveis a todos.

Contra todas as adversidades, alcançamos as metas de AIDS do Objetivo de Desenvolvimento do Milênio 6 A AIDS mudou tudo. A epidemia nos assustou em nosso âmago, trouxe a morte até a nossa porta e abriu nossos olhos para a injustiça do estigma e da discriminação enfrentada pelas pessoas mais vulneráveis ​​entre nós.

Veja abaixo o Prefácio escrito pelo Secretário-Geral da ONU para o relatório Como a AIDS mudou tudo – ODM 6: 15 anos, 15 lições de esperança da resposta à AIDS Há quinze anos, a AIDS destruía famílias, comunidades e nações inteiras.

O anúncio da aprovação do casamento gay nos Estados Unidos deixou mais coloridos os dias que antecederam aquele histórico 28 de junho no Brasil.

Mensagem do Diretor Executivo do UNAIDS, Michel Sidibé Vivemos em uma época de mudanças sociais rápidas. Lésbicas, gays, bissexuais e pessoas trans estão agora atingindo novas fronteiras e celebrando conquistas notáveis.

O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) apela ao Congresso Nacional para que rejeite e arquive o Projeto de Lei (PL) nº 198/2015 – que “torna crime hediondo a transmissão deliberada do vírus da AIDS” –

O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) expressa preocupação com as recentes notícias divulgadas na imprensa sobre possíveis casos de transmissão intencional do HIV,