UNAIDS saúda as novas e ousadas metas de prevenção e tratamento do PEPFAR para o HIV

O UNAIDS saúda os novos e ambiciosos objetivos fixados pelo Plano de Emergência para o Combate à AIDS do Presidente dos Estados Unidos (PEPFAR). A decisão do governo americano veio um dia depois da adoção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) pelos Estados-Membros da Organização das Nações Unidas na sede da ONU em Nova York. Acabar com a epidemia de AIDS em 2030 é uma das metas da agenda dos ODS.

O PEPFAR estabeleceu metas específicas para a prevenção de novas infecções por HIV entre meninas adolescentes e mulheres jovens de 15 a 24 anos. As metas também incluem a garantia de acesso à terapia antirretroviral para 12,9 milhões de crianças, mulheres grávidas e adultos até o final de 2017.

2015_09_26_pepfar

“O compromisso contínuo dos Estados Unidos será um impulso para acabarmos com a epidemia de AIDS em 2030, como parte dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”, disse Michel Sidibé, Diretor Executivo do UNAIDS. “Sob a liderança corajosa do presidente Obama, esses investimentos generosos continuarão salvando milhões de vidas.”

As metas estabelecidas pelo PEPFAR darão uma contribuição significativa para a abordagem de Aceleração da Resposta (Fast-Track, em inglês) do UNAIDS, cujo objetivo  é acabar com a epidemia de AIDS em 2030. Este anúncio vai criar uma dinâmica capaz de apoiar o cumprimento da meta 90-90-90 de tratamento do HIV, que prevê que, até 2020, 90% das pessoas que vivem com o HIV conheçam seu estado sorológico, 90% das pessoas que conhecem o seu estado serológico tenham acesso ao tratamento antirretroviral, e 90% das pessoas em tratamento tenham carga viral indetectável.

Além de contribuir para a expansão do acesso ao tratamento para o HIV, as metas recém-anunciadas pelo PEPFAR visam reduzir em 40% a incidência do vírus da AIDS entre meninas adolescentes e mulheres jovens até o fim de 2017, nas áreas de foco do Plano em 10 países: Quênia, Lesoto, Malawi, Moçambique, África do Sul, Suazilândia, Uganda, República Unida da Tanzânia, Zâmbia e Zimbabwe.

Estes 10 países foram responsáveis ​​por quase metade de todas as novas infecções pelo HIV entre adolescentes e mulheres jovens em 2014. Os compromissos incluem ainda atingir cumulativamente até 13 milhões de homens com circuncisão masculina médica voluntária para a prevenção do HIV até o fim de 2017.

O UNAIDS espera continuar trabalhando em estreita colaboração com o PEPFAR para acabar com a epidemia de AIDS como parte dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.